POLICIAIS MILITARES SALVAM A VIDA DE CADEIRANTE DURANTE INCÊNDIO EM SANTOS DUMONT

Em Santos Dumont:

Policiais Militares salvam a vida de homem em incêndio

Na madrugada de domingo(01) policiais militares deslocaram até a rua Afonso Pena, Centro de Santos Dumont, onde estava ocorrendo um incêndio em uma residência, sendo que no seu interior se encontrava um morador, (cadeirante), as chamas estavam de grande proporção e havia muita fumaça.

O Corpo de Bombeiros Militares foi acionado, porém devido ao enorme potencial de propagação das chamas, dois policiais militares resolveram entrar na residência, conseguindo romper vários obstáculos, momento em que foi visualizado um homem caído ao solo, estando com as pernas dentro do banheiro e o tronco no corredor, sendo ainda possível observar que o mesmo respirava.

Após avaliação das condições de risco, os policiais conseguiram chegar até o local onde a vítima se encontrava,  arrastando-a pelos braços para o lado de fora da residência, onde foi deixada sob os cuidados da família até a chegada da equipe médica do SAMU.

Com o apoio de algumas pessoas, os militares conseguiram alguns baldes, onde passaram a atuar no combate as chamas, sendo que populares inicialmente auxiliavam enchendo os baldes, enquanto os militares deslocavam até o interior da residência arremessando água contra as chamas, minimizando a risco de exposição dessas pessoas a situações de risco provocadas pelo fogo.

Vale ressaltar que o cômodo que se iniciou as chamas foi no quarto do morador, podendo o fogo ter se dado de forma acidental devido a vítima fazer o uso imoderado de cigarro.

Depois de algum tempo do combate ao incêndio, se fez presente no local a equipe do Corpo de Bombeiros Militar, que fez o acionamento da equipe da defesa civil, além de vistoria nas residências próximas, tendo repassado maiores informações para todas as pessoas moradoras dessas residências.

No Hospital de Pronto Socorro de Santo Dumont,  a equipe médica informou que o morador da residência, de 61 anos de idade, não apresentava queimaduras, somente dificuldade na respiração, sendo necessário que permanecesse em observação médica para avaliação do seu quadro clínico.

Fonte: Núcleo de Comunicação Organizacional – 13ª RPM/Barbacena.

Foto: Geraldo Henrique