Net Rosas Banner Grande
Collegiati – Construtora
BQHost Banner Grande
Aprendiz
Banner grande BQHost 2

Museu Regional de São João del Rei realiza 2ª edição da Semana do Patrimônio

Transmissões ao vivo debatem sobre o patrimônio natural da cidade, os desafios dos museus na pandemia e o artesanato tradicional na região das Vertentes

O Museu Regional de São João del Rei promove ,entre os dias 2 a 4 de março, a 2ª edição da Semana do Patrimônio. Em formato online, a programação consiste em transmissões ao vivo de rodas de conversas mediadas por Eliane Zanatta, diretora do museu, e Ana Maria Nogueira, responsável pelo setor educativo, através do canal do museu no YouTube. Os temas abordados trazem reflexões sobre a noção de patrimônio e sua pluralidade, acolhendo-o nas manifestações naturais, culturais e intangíveis, visto que o conceito não se limita apenas ao material e edificado.

A primeira transmissão será na terça-feira (2), às 14h, com o tema: “Novos desafios dos Museus em tempos de Pandemia”. Profissionais dos museus de São João del-Rei e região compartilham suas experiências e ações bem sucedidas realizadas em cenários de pandemia, quando buscaram alternativas para interagir com o público durante o isolamento social. Dentre os convidados, Fabiana Aparecida Dias do Museu Municipal Histórico e Cultural Tomé Portes Del Rei, Lorena Mello do Museu Padre Toledo (Tiradentes), Lucimar Pereira do Museu da Loucura (Barbacena) e Nathália Rezende Santos, do Museu de Congonhas.

No dia 3, às 14h, o assunto é “Serra do Lenheiro: Patrimônio Natural”. Os convidados apresentam suas perspectivas, a partir do recente mapeamento da região – realizado por dois deles. O encontro promove o compartilhamento do que foi levantado e abre espaço para a discussão de medidas de proteção ambiental. Participam Ulisses Passareli, folclorista e pesquisador; Luiz Miranda, guia turístico e representante do Instituto Histórico e Geográfico de São João del-Rei (IHG-SJDR) e o professor José Saraiva Cruz do IF Sudeste, do núcleo Ambiente, Saúde e Segurança.

Na quinta-feira, 4 de março, às 14h, uma roda de conversa com o tema “Os saberes populares e sua continuidade”, abordará conceitos de patrimônio cultural e imaterial, que compreende conhecimentos e modos de fazer enraizados no cotidiano da comunidade. Rodrigo Leandro Silva atua como sineiro, responsável pelos tradicionais toques dos sinos nas igrejas são-joanenses. Ronaldo Nascimento tem como ofício a confecção artesanal de santos, tarefa presente no imaginário religioso local. José Anselmo de Souza produz peças artesanais em estanho que remetem à identidade cultural da cidade. A partir das próprias experiências particulares desses representantes de saberes populares, o encontro virtual permite o compartilhamento de suas vivências, bem como seus pontos de vista sobre como esse conhecimento será passado às próximas gerações, ressaltando a importância de manter vivos tais bens culturais.

Para acompanhar outros detalhes da programação e ter acesso aos links para cada dia, acompanhe as publicações na página oficial do Museu Regional no Facebook e se inscreva no canal do YouTube.

 

Escolha da data

Em 4 de março de 1938, acontecia o 1º registro no Livro do Tombo do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (SPHAN, atualmente IPHAN). O conjunto arquitetônico do centro de São João del Rei foi incluído no documento, que visava preservar as igrejas e o estilo colonial da cidade. Elegeu-se a semana de 04 de março como a Semana do Patrimônio do Museu Regional de São João del Rei, visto que o registro foi um marco na preservação e valorização do patrimônio local.

A 1ª edição da Semana do Patrimônio aconteceu em 2019, com enfoque na história do tombamento e preservação do Casarão do Comendador, onde atualmente funciona o museu. A conservação do prédio propiciou a valorização e preservação de outros bens, tanto edificações quanto manifestações imateriais. Para a 2ª Semana de Patrimônio, que acontece em março de 2021, optou-se por ampliar a discussão para que pessoas de outras modalidades pudessem se expressar e levantar debates voltados para a importância da preservação material, natural e cultural dos bens da região.

 

O Museu

Aberto à visitação pública a partir de 1963, está localizado na antiga residência do comendador João Antônio da Silva Mourão (1806-1866), importante comerciante da cidade no período final da produção de ouro. Após a conclusão das obras, em 1859, o comendador instalou sua família na mansão, no segundo e terceiro pavimentos, e a loja de secos e molhados ficou no primeiro andar.

O Museu Regional de São João del-Rei apresenta uma exposição de aspectos do cotidiano no comportamento e nos costumes dos séculos XVII ao XX, retratados em móveis, utensílios, meios de transporte, imagens religiosas e pinturas. O objetivo do acervo montado é contar um pouco da intimidade e do modo de vida dos mineiros no período colonial.

Fonte: Comunicação-Museu Regional-SJDR/foto: G1 Zona da Mata.

Leia também:

CONGONHAS RECEBERÁ A FINAL DA COPA INTERNACIONAL DE MOUNTAIN BIKE