Net Rosas Banner Grande
Collegiati – Construtora
BQHost Banner Grande
Aprendiz
Banner grande BQHost 2

Barbacena receberá o virtuose ítalo-brasileiro Emmanuele Baldini neste sábado

Evento acontecerá de forma híbrida

Acontece neste sábado, 11 de setembro, o espetáculo “Baldini toca Flausino Vale e outros grandes compositores”, uma promoção da Escola de Música Flausino Vale em parceria com a página Visite Barbacena, com apoio da Prefeitura Municipal e do Instituto Aprendiz Solidário.

O violinista e maestro ítalo-brasileiro Emmanuele Baldini se apresentará em evento híbrido que acontecerá para convidados na Igreja de Nossa Senhora do Rosário, e será transmitido pelas redes sociais da Prefeitura Municipal de Barbacena,

No repertório, composições do barbacenense Flausino Vale e de outros grandes compositores.

 

Master Class

No mesmo dia, Baldini concederá, como virtuose que é, uma master class para violinistas e alunos do instrumento, a qual será ministrada no Espaço Corujinha do Grupo Educacional Aprendiz.

A vinda de Baldini a Barbacena tem ainda o apoio de Rivelli, Glória Eventos, Restaurante Cheiro Verde, Master Plaza, Wesley Gonzaga e Centro Gráfico.

 

Sobre Baldini

Nascido em Trieste (Itália), Emmanuele Baldini também nasceu cercado pela música: seu pai, Lorenzo Baldini, foi um importante pianista e professor italiano; e sua mãe, Eletta Baldini, foi professora de teoria e solfejo no conservatório da sua cidade, além de ser pianista também.

Depois dos estudos em Trieste com Bruno Polli, Baldini aperfeiçoou-se em Genebra (Suíça) com Corrado Romano, em Salisburgo (Áustria) e em Berlim (Alemanha) com Ruggiero Ricci. Mais recentemente estudou regência com Isaac Karabtchevsky e Frank Shipway.

Desde a adolescência, o músico ganhou inúmeros concursos internacionais, entre as quais se destacam o “Premier Prix de Virtuosité avec Distinction”, em Genebra; o “Forum Junger Künstler” em Viena; e mais dez concursos para solistas ou em grupos de câmara.

Baldini tocou como solista ou em duo pelo mundo inteiro, com cinco turnês no Japão, duas nos Estados Unidos, uma na Austrália e já se apresentou em todas as principais salas de concerto das capitais europeias, além da América latina e, principalmente, do Brasil, país que escolheu como residência em 2005.

A curiosidade e paixão pela música fez Baldini ampliar seus horizontes e, depois de uma carreira consolidada como violinista (com mais de 15 CD’s gravados, quase 40 concertos diferentes no repertório e todas as sonatas mais importantes para violino), começou a aperfeiçoar-se como regente. Assim, fundou o Quarteto Osesp (com os chefes de naipe da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo), intensificou sua atividade didática e, com o violino, começou a explorar o precioso repertório brasileiro, em parte injustamente desconhecido.

Dentre suas colaborações musicais constam artistas como Maria-João Pires, Jean-Philippe Collard, Antonio Meneses, Fábio Zanon, Caio Pagano, Jean-Efflam Bavouzet, Ricardo Castro, Nicholas Angelich, entre outros. O saudoso Maestro Claudio Abbado escreveu sobre Baldini: “Estou impressionado tanto pela sua profundidade musical quanto pelo nível técnico.”

Na Itália, Baldini foi spalla da Orchestra del Teatro Comunale di Bologna, da Orchestra del Teatro alla Scala di Milano e da Orchestra del Teatro “Giuseppe Verdi” di Trieste. Desde 2005 é spalla titular da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp).

emmanueli-baldine-foto-01

Fonte: Divulgação.

Leia também:

INSTITUTOS APRENDIZ E SOMOS OFERECEM BOLSAS DE ESTUDO PARA ALUNOS DE BAIXA RENDA