Net Rosas Banner Grande
Unimed Banner Grande
BQHost Banner Grande
Aprendiz

Barbacenense faz sucesso em BH  na criação de importantes peças publicitárias.

O  barbacenense Fernando Alves Costa (37 anos), formado em publicidade e propaganda  pela Universidade Presidente Antônio Carlos (Unipac),  está fazendo sucesso na área de criação de importantes peças e artigos publicitários no mercado comercial de Belo Horizonte. Fernando  iniciou sua carreira como publicitário bem novo. e logo que se formou na universidade e percebendo as limitações muito restrita no mercado de Barbacena para atuar como publicitário, mudou-se para Belo Horizonte se arriscando nos mundo dos negócios na Capital mineira.  Para sobreviver na grande cidade e conquistas o sucesso que hoje ele deslumbra, o barbacenenses passou por  momentos desafiadores, mas nem por causa disso ele abandonou seu objetivo de trabalhar com o que mais gosta: atuar no mercado da publicidade e propaganda produzindo diversos materiais para empresas de grande importância no contexto brasileiro.

Conheça um pouco mais da trajetória de vida deste barbacenense que, mesmo longe de sua terra natal não deixa de visitar os familiares e amigos que conquistou na “Cidade das Rosas”. Aliás, Fernando é um apaixonado por Barbacena, e só deixou a cidade devido a carência enorme de trabalho no ramo em que atua.

O Começo::

Desde cedo, aos 13 anos de idade, Fernando já trabalhava ajudando seu pai em trabalhos de jardinagem e também realizava serviços de limpeza em jardins de residências do bairro Bairro Santa Tereza, além de vender pipocas na porta do Ginásio Sílvio Raso (localizado no mesmo bairro) durante competições esportivas. Ainda na adolescência, durante um período em que ocorreu uma greve nas escolas naquele período, chegou a trabalhar em plantações de hortaliças na vizinha cidade de Ibertioga, município distante a cerca de 40 km de Barbacena, na região do Campo das Vertentes. O curioso nesta história, é que Fernando saia de casa pra trabalhar na lavoura em caminhões de “boias-frias”, escondido de sua mãe, a qual só tomou conhecimento após um acidente ocorrido com o veículo, sem gravidade.

O primeiro emprego formal conquistado por Fernando, ocorreu durante contatos que ele foi mantendo com os proprietários de uma gráfica da cidade, durante os trabalhos que ele realizava como entregador de revistas nas residências e empresas de Barbacena. E em um determinado dia, Fernando ligou para ara o telefone da gráfica a cobrar, pedindo uma oportunidade de emprego, pois naquele período, ele já demonstrava sua paixão pela arte de desenhar, o qual passava horas do dia fazendo desenhos de construções imobiliárias, igrejas históricas, plantas de casas, dentre outros… Ele mostrou os desenhos que fazia para um dos responsáveis pela gráfica, o qual contatou Fernando para um período de experiência que de três meses. Devido ao grande talento do jovem e afinidade com a arte ele permaneceu trabalhando na gráfica por um período de oito anos.

Durante este período, ele aprendeu a profissão de designer gráfico e tomou alguns conhecimentos na área de publicidade, despertando desta forma, o gosto pela área de publicidade e propaganda. Com o tempo, Fernando prestou concurso para o curso de Publicidade e Propaganda, mesmo sabendo que não teria condições o suficiente para pagar o curso. “ Fiz o vestibular e passei, mas veio o dilema. E agora? Como vou pagar a faculdade? Minha mãe me falou uma coisa que não esqueço até hoje: “faz a matrícula meu filho, não perde essa chance. O mais difícil você já fez que é passar no vestibular, o resto a gente dá um jeito”, lembrou Fernando. Com o dinheiro que ele recebia do trabalho na gráfica e com a ajuda dos familiares ele conseguiu concluir o curso.

Na faculdade, ele conquistou o primeiro lugar no concurso que escolheu a logomarca oficial do Curso de Publicidade e propaganda da Universidade Presidente Antônio Carlos (Unipac), em Barbacena. Durante o período de estágio, ele trabalhou como estagiário na agencia de publicidade DPM4, que na época atendia vários clientes importantes na cidade, e desde então, ele passou conviver com a rotina de uma agência.

A GRANDE MUDANÇA:

Prestes a se formar e percebendo a pouca oportunidades de emprego na área da publicidade e propaganda no mercado de Barbacena, e com o desejo de morar fora da cidade, Fernando foi passar férias em São Paulo onde haviam familiares morando na capital, o que tornaria mais fácil se ingressar no mercado de trabalho local.
Com passar do tempo, durante suas férias de trabalho, Ele foi visitar um amigo que morava em Belo Horizonte (MG), desde então, tomou gosto pela capital mineira e voltou para Barbacena apenas para pedir demissão dos empregos que tinha, arrumou as malas e desembarcou para “BH” onde permanece trabalhando atualmente. “Eu não conhecia nada da nossa capital (Belo Horizonte), mas foi amor a primeira vista. A cidade resumia em si uma grande capital com um mercado publicitário bem diversificado e ao mesmo tempo, um clima de interior e o jeito de ser das pessoas. Ah! E bem mais perto de Barbacena. Fiquei tão empolgado que tomei uma decisão muito corajosa: Pedi demissão dos dois empregos que eu tinha em Barbacena para tentar a vida na capital mineira. Muitos falaram que eu era doido fazer isso. Mas era o que meu coração queria e mais uma vez tive o apoio dos meus pais e minha namorada”. Comentou.

 

O COMEÇO DE VIDA NA CAPITAL:

De mudança para Belo Horizonte em novembro de 2004, ele utilizou o dinheiro que recebeu as rescisões trabalhistas para se manter na capital até conseguir outra oportunidade de emprego. Durante um período, chegou a morar em pensão, casa de amigo, e também morou sozinho por um período de um ano. “Distribuí currículos pela cidade e na maioria das vezes, andando a pé pelas ruas de Belo Horizonte, em alguns momentos utilizando o transporte coletivo. Eu ia a pé para fazer entrevistas e procurar lugares para morar. O mapa era meu companheiro inseparável, e foi isso que me ajudou a conhecer a cidade. E com meses morando em Belo Horizonte, consegui um emprego de assistente de criação em uma agência de médio porte”, explanou.

A VIDA DE PUBLICITÁRIO:

Em 2006, ele iniciou com trabalhos de criação e mídia em uma produtora de eventos por onde permaneceu até o ano de 2008. Ainda em 2008, assumiu o cargo de supervisor de criação das empresas pertencentes ao Grupo Germana, desenvolvendo trabalhos para os segmentos de bebidas, alimentos e entretenimento. No Grupo Germana, ele recebeu uma grande proposta desafiadora, reformular toda identidade visual dos rótulos da Cachaça Germana. Foi graças a essa reformulação, que em 2009, uma das embalagens (A Cachaça Germana Eduardo Costa) foi premiada em primeiro lugar no concurso promovido anualmente pela Associação Brasileira da Indústria Gráfica, na categoria design de embalagens.

Em 2011, Fernando assumiu a supervisão de marketing do Alambique, importante casa de shows em Belo Horizonte, que também pertencia ao Grupo Germana.
Ao sair do Alambique em 2016, iniciou seus serviços como designer gráfico e de assessoria em publicidade para empresas, principalmente da Capital.

Um dos projetos mais recentes produzido por Fernando, foi a parte gráfica da Revista Luks, voltada para o público da classe A de Belo Horizonte, que já se encontra em sua terceira edição, tendo como capas; o jogador Neymar Júnior, a cantora Ivete Sangalo, e a modelo Flávia Pavanelli.

Veja abaixo, alguns dos trabalhos produzido pelo publicitário e designer gráfico Fernando Costa:

Contatos publicitários:

Tel: (31) 986934567

Instagram: @fernandocosta80

 

Link das revistas:

Neymar: https://www.yumpu.com/xx/document/view/60555607/ed-03-versao-digital

Ivete: https://www.yumpu.com/xx/document/view/60555607/ed-03-versao-digital

Flávia Pavanelli: https://www.yumpu.com/pt/document/view/59515322/revista-luks

BQHost Banner Grande 2