Benefícios da Hidroginástica no Tratamento de patologias Reumáticas

As atividades em meio líquido são uma das grandes aliadas na recuperação de lesões, nos exercícios aquático em imersão o indivíduo mantém a integridade das articulações lesadas,mantendo os músculos não lesados ativos, esse processo acelera a cura através do maior aporte nutricional com o aumento da circulação na área lesada.

Eliminamos os choques de impacto que podem aumentar os desgastes ósseos,lesões ligamentares, lesões tendíneas e lesões por compressão( discos vertebrais e meniscos); E facilitando a caminhada devido ao efeito do empuxo que diminui o peso corporal do praticante; Para cada altura da água em relação ao corpo na posição vertical, haverá uma diminuição relativa no peso corporal; Gaines 2000, descreve a redução da tensão nas articulações, ossos e músculos por conta desta diminuição.

A pressão hidrostática estimula o retorno venoso ao coração e o sistema muscular envolvido no processo respiratório a trabalharem de forma mais eficiente, e com o calor exercido pela água aquecida no corpo, ocasiona uma dilatação dos vasos superficiais, aumentando o suprimento de sangue para a pele, e com isso beneficiando aos pacientes de má circulação periférica.

Com a diminuição do peso corporal sobre as articulações estaremos melhorando a estabilização em articulações instáveis,facilitando pessoas com sobre peso a se exercitarem de maneira mas segura e eficiente.

Oportuniza a diminuição da frequência cardíaca em repouso, Koury 2000 menciona que isso ocorre durante o exercício aquático cardiovascular.

Diminuição de equimose ( manchas vermelhas ou escuras causadas pelo extravasamento de sangue causadas por contusão); diminuição de edemas pós lesões e aumento da compreensão das musculaturas mais imersas,causando uma melhora na estabilização articular do praticante.

Segundo (Gaines 2000); o desenvolvimento da força muscular equilibrada ( exercita os músculos de ambos os lados de uma articulação sendo agonistas e antagonistas), causada pela resistência multidirecional que viscosidade da água proporciona. Diferente de outras atividades, no meio líquido as musculaturas agonistas e antagonistas trabalham em forma de alternância e igualmente para vencer a resistência da água, a musculatura age sempre contra força oposta, isso ocasiona um fortalecimento muscular na sua forma mais simétrica.

Melhora da qualidade no fortalecimento da musculatura inspiratória, já que a pressão hidrostática obriga que esta musculatura seja mas exigida; levando a um aumento do volume máximo inspiratório e maior elasticidade da mesma.

Tonificação das musculaturas em um tempo menor e de forma mas efetiva, segundo Gaines 2000 a densidade e a viscosidade da água permite que se consiga o mesmo resultado que em terra, mas com a metade do tempo, por se exercitar grupos musculares opostos em cada repetição,assim conseguindo um equilíbrio muscular eficiente e evitando lesões.

Segundo Gaines/2000 a um consumo de mais calorias em menos tempo,pode se queimar cerca de 525 Kcal por hora em se andar imerso , comparado com as 240 Kcal gastas na caminhada fora do meio líquido.

Água aquecida “DISTRAI” a dor, bombardeando o sistema nervoso;esse bombardeamento do estímulo sensorial viaja através de fibras que são mais largas e rápidas, e com maior condutividade que as fibras da “DOR”; durante a imersão em água aquecida, os dois estímulos estão competindo em suas condutividades, e como resultado a percepção a DOR fica enganada ou bloqueada por ter um condutividade menor. Segundo Melem/ 1997 isso ocorre pela diminuição da sensibilidade das terminações nervosas sensitivas, proporcionando a diminuição da Dor.

Comece hoje mesmo uma atividade aquática; e descubra o que ela pode fazer de melhor na sua saúde!

 

Nas fotos: Nirvana Sant’Ana e Aderbal Neves ambos com patologias osteomusculares

Professor Willian Fernandes, é Consultor Voluntário em Exercícios para Fibromiálgicos  na Abrafibro. Consultor e Palestrante  no Renascer GAIF Barbacena.