Net Rosas Banner Grande
Collegiati – Construtora
BQHost Banner Grande
Banner grande BQHost 2

Comitê mantém Barbacena e região na onda vermelha do Minas Consciente

Durante reunião do Comitê Extraordinário Covid-19, realizada nesta quarta-feira (30/12) , ficou definido a permanência da macrorregião Centro-Sul de Saúde na onda vermelha do plano Minas Consciente, criado pelo Governo de Minas para retomada gradual e segura das atividades econômica no Estado em virtude da pandemia causada pelo novo coronavírus. A reunião também definiu por regredir as regiões Centro e Oeste de Minas para a onda vermelha. Com a determinação, 9 entre as 14 regiões do estado estão na onda mais restritiva do plano: regiões Centro, Oeste, Jequitinhonha, Leste, Leste do Sul, Nordeste, Vale do Aço, Sudeste, e Centro-Sul.

Nesta fase, somente os serviços considerados essenciais são permitidos, como por exemplo: supermercados, padarias, lanchonetes, lojas de conveniência; bares e restaurantes (somente para delivery ou retirada no balcão);  açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros;  serviços de ambulantes de alimentação;  farmácias, drogarias, lojas de cosméticos, lavanderias, pet shop; entre outros…

Integram a macrorregião Centro-Sul de Saúde os municípios inseridos nas microrregiões de Barbacena, Congonhas, Conselheiro Lafaiete e São João del Rei.

Também nesta quarta-feira (30/12) o Comitê autorizou o avanço da região Sul para a onda amarela do plano, mesma situação das regiões Norte,  Noroeste e Triângulo do Norte. Já a região Triângulo Sul permanece na onda verde.

De acordo com o Comitê, as medidas reforçam as orientações de prevenção e combate ao avanço da covid-19, destacando a necessidade da população mineira quanto as medidas de distanciamento social, especialmente durante o Ano Novo.

minas-consciente

 

Macrorregião Centro-Sul

Também nesta quarta-feira (30), o Comitê Covid-19 macro Centro-Sul realizou reunião virtual semanal com membros e gestores municipais de saúde dos municípios polo da região. Na ocasião, foram apresentados os cenários epidemiológicos e assistenciais atualizados da macrorregião, onde ficou recomendado aos gestores municipais reforço na fiscalização e mobilização da população para evitar aglomerações na passagem de ano. “É muito importante que as prefeituras reforcem a mobilização junto à população, que peçam que fiquem em suas casas na passagem de ano”, alertou a superintendente Regional de Saúde de Barbacena, Hérica Vieira Santos.

Está prevista para esta quinta-feira (31), uma reunião virtual do Comitê covid-19, com a participação dos prefeitos e gestores municipais de saúde de todos os 51 municípios da macrorregião Centro-Sul, oportunidade em que são passadas as recomendações que buscam alinhar as estratégias para controle, prevenção e combate à covid-19 na região.

 

Estado de calamidade

Em decorrência do crescimento de casos de contaminação pela covid-19 no estado, o governador Romeu Zema assinou ontem (29) um decreto que prorroga por seis meses o Estado de Calamidade Pública em Minas Gerais, devendo durar até 30 de junho do próximo ano.

As mudanças definas pelo Comitê Extraordinário Covid-19 são válidas por uma semana e visam manter o equilíbrio do cenário pandêmico de acordo com a avaliação e análise da doença no Estado.

Foto (arquivo): Januário Basílio.

Leia também:

GOVERNO FEDERAL PRORROGA PRAZO PARA PAGAMENTO DE AUXÍLIO AO SETOR CULTURAL