Net Rosas Banner Grande
Collegiati – Construtora
BQHost Banner Grande
Aprendiz
Banner grande BQHost 2

COMTUR e Diretoria de Turismo de Congonhas atuam em prol do desenvolvimento do setor

O Conselho Municipal de Turismo (COMTUR) e a Diretoria de Turismo, que acaba de ser reintegrada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Tecnologia da Prefeitura de Congonhas, estão realizando ações conjuntas visando ao desenvolvimento do turismo da cidade. Um delas são visitas conduzidas pelo guia turístico e assessor administrativo da Diretoria de Turismo, Marcelo Moura Maciel, pelos sítios históricos de Congonhas, com objetivo de qualificar seus membros como disseminadores da história desses bens tombados. Esta parceria também desenvolve mecanismos que irão disponibilizar informações sobre os atrativos turísticos. A vocação de Congonhas é o turismo cultural, mas o turismo rural e ecológico também poderão ser desenvolvidos em um futuro próximo.

A visita guiada da qual participaram membros do COMTUR e da Diretoria de Turismo de Congonhas começou pela Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição e Basílica do Senhor Bom Jesus de Matosinhos. Na próxima etapa, irão ao adro e capelas do Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos, Igreja de Nossa Senhora do Rosário, Igreja de Nossa Senhora da Soledade, em Lobo Leite, e Igreja de Nossa Senhora d’Ajuda, no Alto Maranhão.

A presidente do Conselho Municipal de Turismo de Congonhas (COMTUR), Andréa Venturato Vieira, considera essencial que cada membro do COMTUR conheça substancialmente a história desses monumentos para que possam difundir estes conhecimentos e contribuam adequadamente para o desenvolvimento do setor no município. “Por isso, resolvemos realizar pela primeira vez esta visita guiada. O Marcelinho possui uma riqueza de informações sobre a história do surgimento e uso das igrejas de Congonhas, o que irá contribuir muito com o trabalho do Conselho”.

Ela aponta como aspectos facilitadores da atração de turistas para Congonhas a infraestrutura criada recentemente no município, mas sabe que ainda é preciso desenvolver uma estratégia para que a cidade apareça definitivamente no circuito turístico brasileiro. “A chegada de um grande hotel e abertura de posadas, restaurantes, e bares aliadas ao trabalho do município que culminou com a execução de obras em igrejas e espaços públicos por meio do PAC Cidades Históricas prepararam a cidade para receber melhor o turista. Agora, nós do COMTUR em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Tecnologia da Prefeitura e sua Diretoria de Turismo estamos desenvolvendo uma ferramenta que irá facilitar a circulação do turista por nossos atrativos turísticos e muni-los de informações à respeito deles. Os problemas envolvendo barragens na região afastou boa parte dos turistas de Congonhas, mas este quadro tende a se normalizar. Eles não podem vir a Congonhas somente em festas sazonais. É preciso que estejam aqui  durante todo o ano”, diz.

Roteiros regionais

Outra novidade apresentada pela Diretoria de Turismo da Prefeitura de Congonhas é a criação de roteiros turísticos regionais, conforme informa Marcelo Moura Macial. “Uma opção é o turista sair de Congonhas de manhã, ir a Belo Vale para visitar a Fazenda Boa Esperança e o Museu do Escravo. Isso já acontece com relação a turistas que querem conhecer também Ouro Preto, Mariana, Tiradentes e São João Del Rey. Quando chegar, aproveita nossos bares e restaurantes e se hospeda na cidade. O outro dia poderá ser dedicado a conhecer nosso circuito, formado por belas igrejas. O mesmo pode acontecer com outras cidades histórias da região. Neste caso, Congonhas, que é cidade polo, será a base turística, então inverteremos a lógica atual, em que os visitantes só passam pela cidade rumo a outra. Quando trabalhei em uma agência de viagem de Belo Horizonte, não era possível fazer isso, porque não havia hotel que atendesse a essa demanda, hoje tem”, detalha.

Turismo como vetor de desenvolvimento

Com o retorno do Turismo para a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Tecnologia, será possível a utilização de parte dos recursos da CFEM, que é o royalty do minério, entre outros recursos provenientes dos Ministérios da Cultura e o do Turismo, para o fomento da atividade no município.

O Ministério do Turismo divulgou, em 2019, 30 rotas turísticas selecionadas em conjunto com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) para serem beneficiadas com investimentos do programa Investe Turismo (veja abaixo a lista completa com as 30 rotas selecionadas). A iniciativa tem o objetivo de aumentar o movimento turístico no país. Entre elas está a rota Belo Horizonte e Cidades Históricas de Minas, da qual fazem parte Belo Horizonte, Brumadinho, Congonhas, Diamantina, Mariana, Ouro Preto, Sabará, São João del Rey e Tiradentes.

A Diretoria de Turismo, que está a cargo de Syllas Marinheiro, ex-diretor de Artes da Secretaria de Cultura, está buscando também parcerias junto a iniciativa privada para desenvolver projetos.

Fonte: Prefeitura de Congonhas.

Leia também;

CONGONHAS DIVULGA HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO DO PARQUE DA CACHOEIRA E MUSEUS