Net Rosas Banner Grande
Collegiati – Construtora
BQHost Banner Grande
Banner grande BQHost 2

Escultura danificada por universitário em igreja de SJDR  foi feita por Aleijadinho

Jovem caiu de uma altura de aproximadamente seis metros ao escalar igreja. Ele disse que vai arcar com os prejuízos.

A escultura do anjo barroco danificada na Igreja de Nossa Senhora do Carmo em São João del Rei, no Campo das Vertentes, foi feita pelo Mestre Aleijadinho. A informação foi confirmada nesta segunda-feira (22) pelo pesquisador Olinto Rodrigues, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

A obra fica na fachada da igreja histórica, que é tombada pelo Iphan como patrimônio histórico e cultural. Os danos à escultura foram causados por um universitário de 21 anos, que escalou o imóvel e caiu de uma altura de aproximadamente seis metros. Ele ficou ferido e foi encaminhado para a Santa Casa de Misericórdia.

As marcas dos danos causados ao patrimônio são visíveis, tendo em vista que a obra de arte em pedra sabão fica na entrada principal da igreja, que foi construída entre os anos de 1732 e 1759. O anjo, que preserva características do período barroco, ficou sem um dos braços.

O jovem se manifestou através das redes sociais dizendo que vai arcar com os prejuízos causados à escultura. A família do rapaz é natural da cidade de Jundiaí, no interior de São Paulo, e ele é estudante do curso de Psicologia da Universidade Federal de São João del Rei (UFSJ).

O caso foi registrado pela Polícia Militar (PM) como alteração de estrutura ou local protegido por lei, por escalada em local inadequado para a prática. A assessoria da Polícia Civil informou que o caso será investigado pela 3ª Delegacia Regional de São João del Rei.

Representantes do Iphan de São João del Rei e Tiradentes estiveram no local e avaliaram as condições da parte da escultura, que cedeu. Os pedaços que se quebraram foram embalados e vão permanecer guardados na igreja até que sejam definidos os procedimentos que serão adotados.

O Iphan informou que “a peça danificada foi recolhida pelo pároco e passará por vistoria do Iphan para avaliar a extensão do dano e indicar possíveis reparos. O Iphan também está acionando a Polícia Federal para que as medidas na esfera criminal possam ser tomadas”.

Em nota, a Diocese de São João del Rei lamentou e repudiou o dano. Informou, ainda, que solicitou das autoridades e órgãos competentes as medidas cabíveis. No texto, a Diocese deseja o restabelecimento e a punição do responsável pelo ato.

Em posicionamento enviado ao G1, a “UFSJ lamenta e condena a atitude do jovem e reitera o compromisso da instituição com a preservação do patrimônio histórico nacional”.

Fonte: G1 Zona da Mata-TV Integração.