Net Rosas Banner Grande
Collegiati – Construtora
BQHost Banner Grande
Banner grande BQHost 2

PC concede entrevista à imprensa para falar sobre prisão de Mateus Leroy 

Devido a grande repercussão do caso envolvendo um pai, acusado de sacar indevidamente parte do dinheiro arrecadado durante uma campanha criada especificamente para bancar o tratamento do filho, de apenas uma ano e sete meses, que sofre de uma doença degenerativa rara chamada Atrofia Muscular Espinhal (AME), a Polícia Civil de Minas Gerais, através do 13º Departamento, concederá uma entrevista coletiva aos veículos de imprensa da região, para falar sobre o assunto. A Coletiva de imprensa acontecerá na manhã desta terça-feira (24), às 11h, na sede da Delegacia Regional de Conselheiro Lafaiete, localizada no bairro Angélica.

Também devido a tal repercussão, coordenadores da campanha “AME João Miguel , em Barbacena, enviaram Nota em repúdio ao acontecido, leia abaixo:

Nota Campanha AME João Miguel Barbacena

“Assim como todos, inclusive a família, fomos surpreendidos com a notícia de movimentações irregulares nas contas da campanha do pequeno guerreiro João Miguel, que levou à prisão de seu pai, Matheus Leroy.

A informação que temos no momento confirma apenas a prisão por suspeita de movimentações irregulares nos recursos destinados para o tratamento do João Miguel. Ainda não se sabe o valor movimentado ou quando as movimentações por parte do pai tiveram início.

Estamos aguardando a nota oficial do delegado responsável pelas investigações e manifestamos nossa profunda tristeza com o fato ocorrido, mas continuamos na luta pelo tratamento do João Miguel. e pedimos orações para o nosso pequeno guerreiro, sua mãe Karine e seu irmão Gustavo.

Hoje mais do que nunca esta família precisa de nosso apoio, e que este fato lamentável não nos desestimule a estender a mão a quem precisa, pois há muitas pessoas como João Miguel precisando de nós!”.

 

Sobre o caso

Em entrevista concedida a rádio 93 FM, o Chefe do 13º Departamento de Polícia Civil, Delegado Geral Dr. Carlos Capristrano, disse que a mãe de João Miguel esteve na delegacia para denunciar o marido,  Mateus Henrique Leroy Alves, de 37 anos, alegando que a cerca de 15 dias vinha percebendo mudanças no comportamento dele, como por exemplo; do seu afastamento do convívio familiar, o qual passou a não participar mais com empenho das campanhas que eram feitas em prol do filho, e ainda, de realizar saques irregulares na conta criada para ajudar no tratamento de João Miguel.

Após instalação de inquérito judicial e posteriormente investigações, foi descoberto que o suspeito estaria hospedado em um hotel de Salvador, e mediante parecer do Ministério Público e do Poder Judiciário local, foi então decretada a prisão preventiva dele.

O pai de João Miguel, morador de Conselheiro Lafaiete, foi localizado e preso nesta segunda-feira (22), hospedado em um hotel de Salvador/BA ,após denúncia de que ele estaria na cidade gastando o dinheiro arrecado para o tratamento do filho de forma indevida.

O crime chocou não só a população de Conselheiro Lafaiete, mas também diversos outros municípios onde os moradores estiveram envolvidos direto ou indiretamente na campanha para levantar os recursos necessários para o tratamento de João Miguel.

A Polícia Civil de Minas Gerais envio uma equipe a Salvador para tratar de detalhes da transferência do pai de João Miguel para Conselheiro Lafaiete. A chegada do suspeito ao município está prevista para está terça-feira (22), quando então, ele permanecerá à disposição da justiça mineira.

Foto/crédito: Ramon Lisboa/EM.

MINAS GERAIS EMPOSSA CERCA DE 300 NOVOS INVESTIGADORES DE POLÍCIA CIVIL