Net Rosas Banner Grande
Unimed Banner Grande
BQHost Banner Grande
Barbacena Shopping

Prefeitos da AMALPA discutem questões relacionadas a relicitação da BR 040.

Congonhas recebeu diversos municípios além de representantes do legislativo federal e estadual para a reunião de julho da Associação dos Municípios da Microrregião do Alto Paraopeba (Amalpa). Entre os temas tratados estiveram a preocupação com os atrasos em repasses e prestação de serviço por parte do Estado, mas também a expectativa pela relicitação da BR-040, e os preparativos para se criar os “Caminhos de São Tiago”, um deles podendo partir de Congonhas. Os prefeitos também receberam uma proposta de uma empresa especializada para cuidarem dos cemitérios municipais.

Além de representantes do Legislativo estadual e federal, o prefeito de Congonhas, José de Freitas Cordeiro (Zelinho), e o presidente da Amalpa e prefeito de Queluzito, Célio Pereira, receberam seus colegas Denilson Silva Reis (São Tiago), Elias Ribeiro de Souza (São Brás do Suaçuí), José Walter (Entre Rios de Minas), Hélio Campos (Ouro Branco), Fábio Vasconcelos (Jeceaba), Mário Marcus (Conselheiro Lafaiete), José Elcio (Cristiano Otoni), Marcos Bellavinha (Caranaíba), diversos vices, outros servidores e vereadores, como também ex-prefeitos como Gualter Monteiro (Congonhas) José Milton e Vicente Faria (Conselheiro Lafaiete).

O prefeito Zelinho citou as dificuldades das cidades diante da crise que assola o País. Ele destacou ainda que Congonhas teve de custear e executar obras que seriam do Estado, como três as de três prédios de UBS’s e o trecho no Município da estrada que o liga a Jecebada, sendo que o prefeito Fábio Vasconcelos da cidade vizinha teve igualmente de pavimentar sua parte. A prestação de serviços públicos também tiveram de ser bancados com recursos municipais, na ausência dos estaduais e federais. Zelinho ressaltou que o que garante algum alívio a Congonhas é a elevação do valor da Cfem em 2017.

A Diretoria da Amalpa tratou também da Lei 3.448 de 5 de junho de 2017, que trata da relicitação da BR 040. A entidade lembrou que o Jornal Valor Econômico da quarta-feira, 18, informou que o decreto de relicitação da rodovia que corta o Alto Paraopeba deverá ser publicado nos próximos dias. A partir daí, um novo procedimento para que no futuro as obras sejam retomadas na via. A Amalpa conclama os municípios para que novas sugestões sejam encaminhadas a Brasília para que façam parte do novo edital. Entre estes pedidos estaria o de cobrar que as melhorias desta vez comecem pelos trechos críticos, como é o de Congonhas a Conselheiro Lafaiete. Em setembro de 2017, a Via 040, concessionária que administra a rodovia, protocolou o pedido de devolução amigável da concessão junto à ANTT, que é a agência reguladora do setor.

Tiago, cidade localizada no Campo das Vertentes, tratou do projeto “Caminhos de São Tiago”, que tem como inspiração o “Caminho de Santiago de Compostela”, na Espanha. O roteiro parte do distrito de Santa Rita de Ouro Preto e tem como destino a cidade de São Tiago, no Campo das Vertentes. O projeto tem como gestores os “Circuito do Ouro”, “Circuito Turístico Trilha dos Inconfidentes” e o “Circuito Turístico Villas e Fazendas”. “O objetivo é que nossas cidades tenham mais movimento, perspectiva e qualidade de vida, condições de desenvolver negócios. Teremos um dos maiores projetos de caminhos turísticos e culturais de Minas e do Brasil. Nesta primeira etapa, temos como porta de entrada Ouro Preto, passando por Ouro Branco, Conselheiro Lafaiete, Queluzito, Casa Grande, Entre Rios de Minas, Lagoa Dourada, Resende Costa, Coronel Xavier Xaves, Ritápolis e São Tiago. Já estamos pensando em uma segunda porta de entrada alternativa para este circuito, que pode ser Congonhas, que está aberta para nós. Mas teremos outros caminhos que levarão até São Tiago. Acontece uma franca conversa com os setores da Igreja que são responsáveis por empreendimentos turísticos. Temos a promessa da criação do primeiro Santuário de São Tiago no País em nossa cidade. Este é um projeto consistente, bem definido dos pontos de vista política, religioso e comercial”, assegura o prefeito Denilson.

A convidada e engenheira civil Juliana Mascarenhas Guedes ofereceu aos prefeitos durante sua palestra uma proposta de solução para cemitério, para evitar a contaminação dos lençóis freáticos, proliferação de vetores de doença e problemas com a justiça.

O presidente da Amalpa, Célio Pereira, destacou os setores criados recentemente pela entidade para proporcionar a oferta de mais e melhores serviços para os municípios, como a Defesa Civil, o Departamento de Convênios, Departamento de Engenharia, O Departamento de Regularização Fundiária e o ICMS Esportivo para captação de recursos para o setor.

A próxima reunião da Amalpa está agendada para o dia 24 de agosto em São Brás do Suaçuí.

Fonte: Prefeitura de Congonhas.

BQHost Banner Grande 2
Barbacena Shopping