Net Rosas Banner Grande
Unimed Banner Grande
BQHost Banner Grande
Barbacena Shopping

Prevenção a incêndios em espaços culturais é tema de encontro em Congonhas.

O Museu de Congonhas, a FUMCULT e o Instituto do Patrimônio Históricos e Artístico Nacional (IPHAN) estão promovendo uma iniciativa pioneira no Brasil, que servirá de exemplo para todas as cidades consideradas Patrimônio Mundial: o “Encontro de Prevenção e Combate a Incêndios em Espaços Culturais”. O evento, que está sendo realizado nesta segunda-feira (26), no Centro Cultural, tem a participação do Bombeiro Civil Lucas Severo dos Santos, e do assessor técnico da presidência do IPHAN, Leonardo Barreto de Oliveira. Estão participando profissionais dos museus de Congonhas e do IPHAN, servidores municipais e representantes das igrejas. O próximo encontro será realizado, em breve, com o Corpo de Bombeiros, que fará um treinamento prático com os participantes.

Segundo o Bombeiro Civil, Lucas Severo dos Santos, em situações de incêndio é importante manter a calma, seguir as orientações dadas pelos profissionais, obedecer às sinalizações e conhecer os equipamentos de combate a incêndio e seus usos. Já o assessor técnico da presidência do IPHAN, Leonardo Barreto, fala sobre a Portaria Nº366, de 04 de setembro de 2018, que dispõe sobre diretrizes para projetos de prevenção e combate ao incêndio e pânico em bens edificados tombados.

Em caso de um eventual incêndio, o Bombeiro Civil explica que a corporação faz o reconhecimento de qual patrimônio está em risco: “Fazemos a utilização dos devidos equipamentos, conforme o bem que está em chama. Quando se trata de materiais históricos, chegamos na edificação e identificamos a coloração da fumaça. Também fazemos uma vistoria no local. A população deve sempre manter a calma. Aqueles que tiverem conhecimento para fazer a extinção das chamas, faça. Também é preciso entrar em contato com o Corpo de Bombeiros”.

Para a secretária executiva da Associação das Cidades Históricas, Ana Alcântara, o desafio é fazer a compatibilidade entre as normas do Corpo de Bombeiro e as do IPHAN. “O patrimônio histórico de Minas Gerais tem uma importância singular. Este momento, é de extrema importância para nós porque precisamos preservar nosso acervo e cuidar do nosso bem cultural. Na maioria das vezes não temos uma mão-de-obra qualificada que, no momento do sinistro, possa tomar uma decisão imediata. Aqui aprendemos como agir em um momento de sinistro e como usar os equipamentos adequados”, completa.

Fonte: Prefeitura de Congonhas.

BQHost Banner Grande 2
Barbacena Shopping