Net Rosas Banner Grande
Collegiati – Construtora
BQHost Banner Grande
Banner grande BQHost 2

Programação diversificada integra a programação da 13° Primavera de Museus em MG

Em ação virtual, os museus da Secult apresentam seus acervos por meio dos olhares de seus funcionários. Evento conta também com atividades especiais em todo o estado

Para marcar a entrada da estação mais florida do ano, os museus vinculados à Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult) prepararam uma série de atividades para integrar a 13° edição da Primavera de Museus, evento nacional promovido anualmente pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram).

Com o tema “Museus por dentro, por dentro dos museus”, a Primavera de Museus reunirá em Minas Gerais oficinas, visitas mediadas, contação de histórias e apresentações musicais. A proposta é abordar as situações cotidianas museológicas, permitindo que o público explore e vivencie esses espaços culturais mais de perto. A programação começa na próxima segunda (23/9) e vai até o dia 29 de setembro.

Além das atividades nos espaços museais, a Diretoria de Museus de Minas Gerais e a Assessoria de Comunicação da Secult prepararam uma ação virtual envolvendo os funcionários de todos os museus da secretaria. Foram produzidas pílulas em vídeo com as equipes dos espaços para mostrar sua relação afetiva com os acervos. Conduzidos pela pergunta “O que você mais gosta no Museu?”, funcionários de diversas áreas mostraram um pouco da vivência e dos bastidores do trabalho em museus.

“Além de guardarem uma memória coletiva, os museus são também locais de afeto e de convívio. E ninguém melhor do que os funcionários do espaço, que que estão ali todos os dias, para apresentar estes acervos ao público”, aponta o secretário de Estado de Cultura e Turismo, Marcelo Matte.

Segundo o secretário, eventos como a Primavera de Museus são importantes porque trazem holofotes a um trabalho cotidiano que é feito nos equipamentos museais, envolvendo diferentes profissionais e as comunidades locais. “São momentos em que a população pode ver de perto toda a riqueza destes espaços, que nos ajudam a construir nossa história e nos formar como cidadãos”, afirma Matte.

Os vídeos serão divulgados nas redes sociais da secretaria e de todos os equipamentos envolvidos. Participam da programação especial: o Museu Mineiro e o Centro de Arte Popular, em Belo Horizonte; o Museu Alphonsus de Guimaraens, em Mariana; o Museu Casa Guignard, em Ouro Preto; o Museu Casa Guimarães Rosa, em Cordisburgo, e o Museu Banco do Crédito Real, em Juiz de Fora.

Atividades abertas ao público

No Museu Mineiro, uma oficina com quatro encontros de jogos teatrais e processos expressivos promete estimular a criatividade e trabalhar a expressão corporal utilizando a técnica do teatro do oprimido, de 24 a 27/9. Já no Centro de Arte Popular, o destaque é a visita mediada, nos dias 21 e 22/9, que desencadeará em um registro do público sobre a relação do visitante com a cultura popular. Essa atividade se tornará uma exposição “Arte popular entre o eu e o nós” que vai ficar disponível para o público do dia 23 a 29 de setembro.

Nas outras cidades mineiras, quem visitar os equipamentos culturais que fazem parte da Primavera dos Museus poderá conferir outras exposições, atividades educativas, oficinas e até um sarau de poesia, como o que ocorrerá no Museu do Banco Crédito Real, em Juiz de Fora, no dia 25/9. Lá também está prevista a apresentação musical do grupo Batuque Afro-Brasileiro de Nelson Silva, que exalta a cultura negra e sua importância social e está registrado com patrimônio imaterial da cidade.

Na Casa Guimarães Rosa, de 23 a 25/9, acontece o projeto de educação patrimonial que abordará o papel do museu como guardião da memória e identidade locais.

Ação nas redes sociais

Tendo como guia a temática “Museus por dentro, por dentro dos museus”, abordada pelo Ibram, a ação virtual realizada pela Secult envolveu cinco museus geridos diretamente pelo Governo do Estado, em diferentes cidades de Minas Gerais. Os vídeos produzidos apresentam ao público os acervos sob o ponto de vista dos funcionários que atuam nesses locais.

Para Margareth Pereira, copeira do Museu Mineiro, seu local favorito no espaço é a sala de exposições temporárias. Ela explica a preferência pela possibilidade de diferentes pessoas ocuparem suas dependências, democratizando, assim, o fazer artístico. “É aqui que a gente tem a oportunidade de conhecer vários artistas e trabalhos, já que estão sempre renovando as exposições. Isso para mim é o ideal”, afirmou.

Já Sérgio Aroldo, porteiro do Museu Guimarães Rosa, aponta que a parte mais especial de trabalhar lá é a troca cultural. “Aqui a gente fica em contato com várias pessoas e culturas diferentes, do Brasil e de outros países”, revelou.

A diversidade é o principal motivador de Hilary Mascena, que trabalha no Educativo do Centro de Arte Popular. “O que eu mais gosto do museu é a pluralidade de visões que a gente tem dentro do acervo, que une artistas de diversas regiões de Minas Gerais e mostra um pouquinho de cada lado sensível, pautando que existe em cada local”, pontua.

As produções poderão ser conferidas nas redes sociais da Secult e dos museus do Estado.

A primavera de Museus

Coordenada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), a Primavera dos Museus acontece, anualmente, no início da primavera, com o objetivo de sensibilizar as instituições museais e a comunidade para o debate sobre temas da atualidade.

A 13ª edição, que será realizada de 23 a 29 de setembro, tem como tema “Museus por dentro, por dentro dos museus”. O conteúdo permite explorar os aspectos do cotidiano museológico aplicados aos diversos métodos aos quais as coleções são submetidas no constante processo de formação, organização, conservação e exposição para interação e fruição pelas pessoas ou grupos sociais.

Confira a programação completa dos museus AQUI.

Fonte: Agência Minas/Foto: Museu Mineiro-Divulgação.

Leia também:

ENCONTRO DA JUVENTUDE MOVIMENTARÁ BARBACENA NO PRÓXIMO DOMINGO