Net Rosas Banner Grande
Collegiati – Construtora
BQHost Banner Grande
Banner grande BQHost 2

Alunos de Congonhas expõem biodigestor em feira de ciências e tecnologia

A Prefeitura de Congonhas, por meio da Secretaria Municipal de Educação, incentiva e valoriza a pesquisa científica. Prova disso é o projeto “Biodigestor: menos poluição e mais energia limpa”, desenvolvido pelos alunos da Escola Municipal Dom João Muniz, sob orientação da professora Cíntia Lima. O trabalho foi exposto na última quinta-feira (14/11), em uma feira de ciências e tecnologia promovida pelo Centro de Educação Tecnológica (CET), que reuniu diversas instituições de ensino.

Além de confeccionar um biodigestor utilizando materiais recicláveis, como garrafas pet e galões de água, os estudantes puderam compreender sua função, origem, impactos econômicos e importância para manutenção da sustentabilidade planetária.

Ao todo, 54 alunos do 9º ano estiveram envolvidos no trabalho, realizado de forma interdisciplinar, abarcando ciências, geografia, matemática, português, informática e artes. Durante o projeto, os jovens desenvolveram suas habilidades em pesquisa e produção de artigos científicos, aprenderam sobre as principais ferramentas de informática, como Word e e-mail, fizeram enquetes que se transformaram em gráficos, usaram a criatividade para fazer banners, entre outras atividades. O celular também foi utilizado para pesquisar, mudando a concepção de que ele só pode ser utilizado para acesso às mídias sociais.

“Percebi mudança de postura. Eles não são mais os mesmos, são outros adolescentes. Aprenderam a ter mais responsabilidade, a vencer obstáculos. Essa é uma nova geração, que esbarra nos obstáculos e se entrega. Também aumentaram muito o grau de conhecimento”, observou a professora de Ciências, Cíntia Lima.

Mais que aprimorar o conhecimento, a atividade também se tornou uma experiência especial para os estudantes. É o caso de Maria Eduarda Araújo, de 14 anos, que enfatiza: “No começo fiquei empolgada por ser uma nova aventura. No desenvolvimento do projeto, pude ver que mudei muito desde o começo do ano até agora. Foi uma etapa de muito amadurecimento, não só para mim, mas para todas as pessoas que fizeram. Foi uma etapa que teve alguns erros, mas aprendemos a ver o lado bom, contornar eles e não desistir no primeiro obstáculo. Foi um ano marcante, não foi um ano como qualquer outro. Foi realmente uma experiência diferente, foi muito bom participar desse projeto”.

O projeto “Biodigestor: menos poluição e mais energia limpa” começou fevereiro deste ano, por meio da sensibilização e  de pesquisas sobre o tema. Os resultados também foram apresentados à comunidade escolar na Primeira Mostra de Produção Científica Júnior da E.M. Dom João Muniz, realizada no dia 4 de novembro.

O que é um biodigestor?

Os biodigestores são equipamentos de fabricação relativamente simples, que possibilitam o reaproveitamento de detritos para gerar gás e adubo, também chamados de biogás e biofertilizantes. Ele faz a conversão do resíduo de matéria orgânica, por meio de bactérias anaeróbicas, em biofertilizante, melhorando as qualidades físicas, químicas e biológicas do solo, e em biogás, que pode ser transformado em energia elétrica.

O biodigestor geralmente é alimentado com restos de alimentos e fezes de animais, acrescidos de água. Segundo dados fornecidos pela Secretaria de Meio Ambiente, no período de dezembro de 2018 a janeiro de 2019 foram coletados 1.974,720 toneladas/dia de lixo úmido em Congonhas. Uma das soluções para o reaproveitamento é a utilização do biodigestor.

Fonte: Prefeitura de Congonhas.

Leia também:

JOVEM MORRE ATINGIDO POR DISPAROS DE ARMA DE FOGO EM CONSELHEIRO LAFAIETE