Net Rosas Banner Grande
Collegiati – Construtora
BQHost Banner Grande
Aprendiz
Banner grande BQHost 2

Buscas por desaparecidos são retomadas neste domingo em Capitólio (MG)

Quatro embarcações foram atingidas. Ao todo, 27 pessoas já foram atendidas e liberadas; ao menos quatro seguem internadas.

As buscas pelos desaparecidos após um deslizamento de rocha no Lago de Furnas, em Capitólio (MG), a cerca de 300 km de Belo Horizonte, recomeçaram às 5h deste domingo (9). Um dos cânions atingiu quatro embarcações, com pelo menos 34 pessoas, no sábado (8), e causou oito mortes.

Segundo balanço divulgado pelo Corpo de Bombeiros na manhã deste domingo, 50 militares estão empenhados na operação de busca, entre bombeiros militares e militares da Marinha do Brasil; 11 mergulhadores dos bombeiros empenhados, especialistas nesse tipo de operação e já familiarizados com a área de busca; 4 lanchas e 3 motos aquáticas da Marinha e dos bombeiros lançadas no local de busca já delimitado, além do apoio de 7 viaturas.

Marinha informa que inquérito vai apurar causas do deslizamento em Capitólio e que um inquérito será instaurado para apurar as causas do deslizamento de pedras no Lago de Furnas, no condomínio Escarpas do Lago, em Capitólio (MG), que atingiu embarcações com turistas no sábado (8).

Veja o que se sabe até agora:

-O deslizamento ocorreu por volta de 12h30. Ainda não se sabe o que causou o acidente

-Quatro embarcações foram atingidas, segundo os bombeiros

-Oito pessoas morreram. Ao menos 4 seguem internadas

-Uma equipe de mergulhadores está no local e não há previsão de término das buscas (elas foram suspensas durante a noite e foram retomadas no domingo)

-27 pessoas foram atendidas e liberadas

-A primeira informação dos bombeiros dava conta de 20 desaparecidos, mas o número foi atualizado para 2

-Bombeiros e Polícia Civil estão no local; a Marinha foi acionada e vai investigar a causa

-Defesa Civil havia emitido um alerta sobre chuvas intensas na região com possibilidade de “cabeça d’água”; Marinha também investiga por que os passeios foram mantidos.

 

Mortes

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais confirmou 7 mortes pelo deslizamento.

As vítimas são 3 mulheres e 4 homens, informou o delegado de Capitólio; ninguém foi identificado ainda.

Desaparecidos

O coronel dos bombeiros Edgard Estevo, disse primeiramente que a estimativa era que 20 pessoas estivessem desaparecidas. Entretanto, em entrevista para a EPTV, afiliada Globo, o tenente Pedro Aihara afirmou que seriam quatro pessoas desaparecidas e que eles conseguiram contato com as outras vítimas. Pouco depois, o número foi atualizado para três desaparecidos.

De acordo com o coronel, 40 bombeiros e mergulhadores estão no local do acidente, mas as buscas estão suspensas durante a noite.

Feridos

Segundo o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, 32 pessoas foram atendidas por causa do acidente, a maioria com ferimentos leves.

Dessas, 27 foram atendidas e liberadas: 23 delas da Santa Casa de Capitólio e outras 4 da Santa Casa de São José da Barra, a 46 km de Capitólio.

Outras 4 pessoas, ao menos, seguem internadas:

-2 pessoas com fraturas expostas foram para a Santa Casa de Piumhi, a cerca de 23 km de Capitólio;

-2 pessoas seguem internadas na Santa Casa de Passos, a 74 km de Capitólio; a terceira pessoa que estava internada em Passos foi para um hospital particular – por isso, os bombeiros não têm informações sobre o estado de saúde dela.

Ninguém foi identificado até agora. Guarnições de Passos e Piumhi foram deslocadas para a região para prestar atendimento às vítimas.

capitolio-mg-foto-arquivo-pessoal-flavio-freitas-em-20212

Legenda foto: Há 10 anos, o turista Flávio Freitas postou uma foto do local e escreveu na legenda: “Essa pedra vai cair”. Ele próprio compartilhou imagens do acidente ocorrido neste sábado, e relembrou o post realizado em 2012.

Fonte: TV Integração Divinópolis/foto (arquivo): Flávio Freitas.

Leia também:

JUSTIÇA DETERMINA QUE VALLOUREC ADOTE MEDIDAS DE SEGURANÇA NA MINA PAU BRANCO