Net Rosas Banner Grande
Collegiati – Construtora
BQHost Banner Grande
Aprendiz
Banner grande BQHost 2

Campanha apoiada pelo Hospital Ibiapaba conscientiza sobre o câncer colorretal

A Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED) e suas regionais nos estados brasileiros dedicam o mês de março para uma campanha de alerta à população sobre as doenças do trato digestivo, em especial o câncer colorretal.

Segundo o Dr. José Dayrell de Lima Andrade, presidente da SOBED-MG e membro do Corpo Clínico do Hospital Ibiapaba CEBAMS, de Barbacena, o câncer colorretal é o segundo que mais mata no País. “Hoje, a chance de uma pessoa desenvolver a doença é da ordem de 4,3% sendo que ela é mais comum em homens e mulheres com mais de 45 anos ou em pessoas que tenham casos já registrados na família”, diz o especialista.

Dados apresentados pela SOBED indicam que no Brasil o câncer colorretal atinge mais de 40 mil pessoas por ano. Com o envelhecimento da população, estima-se que o número de mortalidade em virtude da doença aumente até 2025.

Ainda segundo o Dr. Dayrell, o dado mais preocupante é o fato de que 85% dos casos de câncer colorretal sejam diagnosticados em fase avançada, quando a chance de cura é muito menor.

Por isso, os especialistas da Endoscopia Digestiva e as autoridades de saúde definiram o mês de março para fazer uma conscientização da população, estimulando a prevenção e o diagnóstico precoce da doença.

“Em meio à grave pandemia da Covid-19, precisamos reforçar que exames e tratamentos de diversos tipos de cânceres, incluindo o colorretal, precisam ser feitos, com todos os protocolos de segurança necessários. Isso porque muitas vezes esses tumores malignos podem ser fatais ou trazer sérias complicações à saúde. É preciso correr contra o relógio”, alerta a campanha da SOBED.

 

Números da região confirmam aumento

O Serviço de Oncologia do Hospital Ibiapaba CEBAMS, que atende a população de Barbacena e mais 20 cidades da região nos tratamentos de câncer, confirma a tendência nacional de aumento nos casos de câncer colorretal.

Segundo a psicóloga Elayne Muniz, do Registro Hospitalar de Câncer do Hospital Ibiapaba CEBAMS, a média histórica para novos casos de câncer no intestino delgado, cólon, junção retssigmoidiana e reto diagnosticados – e tratados no Hospital Ibiapaba CEBAMS – evolui da seguinte maneira: em 2015 foram 55 registros. Em 2017, os casos atingiram um pico de 86 pessoas. Em 2019 foram registrados mais 55 novos casos, porém o ano de 2020 apresentou aumento na curva, para 67 novos casos. Há possibilidade da tendência de aumento se manter ao longo desse ano, sendo percebida ligeira prevalência entre mulheres.

Ainda que seja uma doença considerada grave, o Dr. José Dayrell diz que o câncer colorretal tem cura. Mas faz uma ressalva: a detecção precoce para o início de tratamento aumenta as chances de cura:

“Quanto mais cedo iniciar o tratamento, mais chance de cura. As chances são diretamente relacionadas à fase do tumor quando o diagnóstico é feito. Essa probabilidade pode variar de 10 a 95%. Após o tratamento é preciso manter um acompanhamento, diz o Dr. Dayrell.

O Hospital Ibiapaba CEBAMS apoia o Março Azul e deixou a iluminação da fachada na cor azul.

 

Sobre o Hospital Ibiapaba CEBAMS:

O Hospital Ibiapaba é uma das unidades do Centro Barbacenense de Assistência Médica e Social (CEBAMS), entidade filantrópica sem fins lucrativos que presta serviços de saúde. Localizado em Barbacena (MG), o Hospital é referência nos serviços de alta complexidade em Cardiologia e Oncologia na Região Ampliada de Saúde Centro-Sul de Minas Gerais. A instituição possui a certificação ISO 9001:2015.

Fonte: Hospital Ibiapaba CEBAMS/ foto: Januário Basílio.

Leia também:

MAIS DOIS ÓBITOS POR COMPLICAÇÕES DA COVID-19 SÃO REGISTRADOS EM BARBACENA