Net Rosas Banner Grande
Collegiati – Construtora
BQHost Banner Grande
Aprendiz
Banner grande BQHost 2

Congonhas prorroga efeitos de Decretos contendo medidas de prevenção ao Cobid-19

O Decreto 6.934 de 30 de Março de 2020, assinado pelo prefeito de Congonhas José de Freitas Cordeiro (Zelinho)-PSDB, prorroga os efeitos do  Decreto-6.932 e suas alterações até 7 de abril  e os do Decreto 6.940, que suspendeu celebrações de missas, cultos e outras atividades relacionadas, até 9 de abril. A medida leva em conta as orientações da ANVISA e do Ministério de Saúde, segundo os quais o Brasil deve se manter em quarentena durante dias, com intuito de reduzir o avanço de contágio das pessoas pelo Vírus COVID-19, já que esta é a única medida de combate à pandemia até o momento.

Também de acordo com o Decreto Nº 6.934, que entra em vigor a partir de 1º de abril, as empresas mineradoras que atuam no território do município de Congonhas devem, no prazo de 24 horas, publicar em seus sítios eletrônicos, de modo bem objetivo e de fácil compreensão para seus funcionários e população, quais as medidas adotadas para combate à disseminação do vírus COVID-19 nas áreas da empresa, inclusive restaurantes, nos transportes coletivos e vestiários, a fim de preservar a saúde de todos.

Portaria

Já por meio da Portaria Nº PMC/106, de 30 de Março de 2020, institui, pelo prazo de 60 dias, a Comissão Especial composta pelos secretários de Planejamento, da Fazenda e de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Tecnologia para que possam analisar os pedidos formulados pela Associação Comercial de Congonhas e propor soluções para minimizar os efeitos da quarentena aos comerciantes e população.

Boletim Epidemiológico 

De acordo com a última atualização do Boletim Epidemiológico divulgado por volta de 11h desta segunda-feira (30/03) pela Secretaria Municipal de Saúde, em Congonhas foram registrados 152 casos prováveis de infecção pelo coronavírus. Esse número compreende pessoas que procuraram os serviços de saúde com sintomas de febre e/ou qualquer sintoma respiratório ou pessoas assintomáticas que vieram de áreas de riscos, como Belo Horizonte, São Paulo ou Rio de Janeiro. Desses, estão em investigação 135 casos da doença e 17 foram  descartados. Nenhum caso foi confirmado.

Fonte: Prefeitura de Congonhas/Foto(arquivo): Adriano JF/divulgação.

Leia também:

ESTRUTURA DO HOSPITAL DE CAMPANHA, NO EXPOMINAS, SERÁ ENTREGUE NA SEXTA-FEIRA (03/04)