Net Rosas Banner Grande
Collegiati – Construtora
BQHost Banner Grande
Aprendiz
Banner grande BQHost 2

Iniciando seu ingresso na capoeira ainda  aos 11 anos de idade, Rogério Pereira dos Santos, conhecido dentro dos grupos de capoeira como instrutor Rogerinho,  começou a praticar a capoeira devido a orientação de seu pai para o uso em  defesa pessoal, e também, porque sonhava em ver o filho praticando este tipo de  modalidade esportiva.

Ainda criança, Rogério passou por complicações na saúde mas sem se afastar da capoeira. Com o passar do tempo, ele foi tomando gosto pelas atividades desenvolvidas, e atualmente,  configura-se na sétima graduação, corda azul e verde,  tipo de classificação adotada pela Fundação Internacional Capoeira Artes das Gerais, grupo ao qual é integrante  a cerca de 13 anos.

Em Barbacena, a  Ficag é coordenado pelo professor Gil Rocha, todos,  alunos do Mestre Jaiminho de Belo Horizonte. Na Fundação Internacional Capoeira das Gerais, as graduações são divididas por idade: mirim de 2 a 7 anos, infantil de 8 aos 15 anos e adulto a partir dos 16 anos.

Independente da idade,  todos os alunos iniciantes tem que passar pela corda crua( branca) que é a de iniciação  a  próxima graduação dependendo  da  idade de acordo o sistema.  A última corda é a vermelha, que é a de formado. A  Ficag não forma mestre; o título de mestre vem com o tempo  e a aceitação da comunidade capoeirista.

Dentre os vários benefícios listados pelo instrutor Rogério com a prática da capoeira, além das atividades físicas e corporal, o  lado emocional também ganha muito com a capoeira, principalmente porque ela ajuda a aliviar o stress.  Além disso, é um meio excepcional de desenvolver a criatividade e o autocontrole.

A capoeira é uma modalidade esportiva que exige muito a atenção e concentração aos movimentos durante a “roda”.  Como na capoeira os movimentos são movidos pelos ritmos das músicas, é preciso  manter o domínio do corpo em algumas posições mais complicadas e surpreender o adversário, sendo necessário manter o domínio do corpo em algumas posições mais complicadas.

O diálogo corporal, a improvisação, a necessidade de agir, o equilíbrio, assim como as noções de espaço, tempo, ritmo, música e compreensão da filosofia de jogo, são princípios fundamentais ensinados dentro da capoeira, o que para o corpo, é perfeito!

Rogério Pereira dos Santos, é Instrutor no Grupo Artes das Gerais em Barbacena.

Fotografia: Januário Basílio