Net Rosas Banner Grande
Collegiati – Construtora
BQHost Banner Grande
Banner grande BQHost 2

Com a aproximação do período chuvoso, cresce a preocupação da população, especialmente aquelas que moram próximas das margens  de rios e de córregos, que temem pelos transbordamentos dos mesmos, causados pelo o aumento no volume de águas  caindo em suas calhas.

No perímetro urbano de Barbacena, temos exemplos de locais onde são comuns de ocorrer essas inundações, além da região conhecida como ” o entorno do córrego da Rua Bahia”, ainda temos a região do Pontilhão, trecho da Avenida Governador Bias Fortes, Rua Olga Monteiro Araújo no Bairro São Pedro (antigo Bairro Passarinhos), Avenida Sanitária e Cristo Rei, Rua José  Santa Rosa, altura do entroncamento com a Avenida Elieser Henriques (divisas entre os bairros, Santo Antônio e São Francisco), e ainda, o trecho compreendido entre a Rua Olinda de Moura Cruz até altura com o entroncamento com a Américo Campos Júnior,  entre os bairros Santa Luzia, Grogotó e São Francisco. Os locais acima citados,  estão próximos a rios ou córregos, o que justifica a necessidade do poder público  promover ações preventivas, com a realização de limpezas e a desobstrução de  trechos que estão assoreados, ou que possam a vir a sofrer assoreamento com dejetos que são arrastados  desde o início de suas calhas pela força da correnteza quando da ocasião de chuvas mais torrenciais. É evidente que a colaboração e a conscientização da população é muito importante, evitando jogar lixo e entulhos nos córregos.

Um outro ponto que está sujeito a alagamentos, é o que compreende a Avenida Olegário Maciel até o entroncamento com a Rua Santos Dumont. Ao contrário dos locais citados anteriormente, este trecho não existe um córrego correndo a “céu aberto”,mas no subterrâneo, existem nascentes  e minas d’águas que brotam de vários pontos dessa avenida, e contribuindo para o agravamento da situação em toda a sua extensão,  e também, em ruas próximas. A carência de existência de bocas de lobos e de rede de capitações de águas pluviais que não existem neste trecho, ou as que existem, não são o suficiente para captar o volume de água que é mais intenso neste período ou são muito antigas e ultrapassadas, necessitando urgentemente de serem substituídas por outras de maior porte.

Um dos problema que contribuem para o assoreamento e causar inundações em diversos pontos da cidade estão também relacionados a pouca existência de redes coletoras de águas da chuva, onde grande parte das bocas de lobos ou os antigos bueiros, estão entupidos e tornando ineficaz sua função básica, e é claro, aliado a estes itens, o relevo cheio de morros favorece o no aumento do volume das águas que nem sempre são absolvidas por estes mecanismos.

O fato recente ocorrido com a estrutura da ponte que interliga a Rua Bahia com as avenidas; Adolfo de Carvalho e Professor Noé de Lima, poderia ter sido evitado o desgaste maior na estrutura desta ponte se tivesse ocorrido as  de ações preventivas e consequentemente, a manutenções necessárias, praticadas desde que esta obra foi concluída, independente das gestões públicas pelas quais passaram pelo comando do município.

E importante que a partir de agora, com este alerta dado com a chegada da primeira chuva mais torrencial que caiu sobre a cidade recentemente, que se possa preparar a cidade  para o período que ainda está por vir, quando da chegada dos meses de dezembro e janeiro, onde as chuvas além de mais volumosas, tende a ser mais contínua, provocando os transbordamentos de rios e córregos.

Ainda bem que as ações, no caso desta ponte, estão sendo tomadas, evitando com isso, além de prejuízos materiais, que vidas sejam ceifadas naquele local.

Segundo informações da Prefeitura de Barbacena divulgadas através do site oficial do município relacionadas a recuperação da estrutura da ponde, que o  projeto técnico de recuperação foi recentemente finalizado e será feita a contenção do talude e colocação de manilhas. e que a  princípio, o trânsito local onde houve danos na estrutura continuará fluindo normalmente, e que maiores informações serão divulgadas de acordo com o andamento das obras.

Fotos enviadas via WhatsApp do Vertentes das Gerais, por Carlos Silva.