Net Rosas Banner Grande
Collegiati – Construtora
BQHost Banner Grande
Aprendiz
Banner grande BQHost 2

Uma lei sancionada em Lavras, no Sul de Minas, proíbe que vereadores apresentem propostas para colocar nomes em ruas. A proposta é do ex-vereador José Márcio de Faria, que deixou o cargo no fim do ano passado. Segundo ele, dos 600 projetos aprovados na Câmara Municipal nos últimos 4 anos, 70% eram de homenagens, principalmente de nomes de ruas.

A lei que já está em vigor foi uma das últimas sancionadas pela antiga administração do município. O autor da proposta disse que criou o projeto pensando em tornar as reuniões do Legislativo mais ágeis e mais produtivas.

“Nesses 4 anos dessa legislatura, que se encerrou agora em dezembro, a Câmara Municipal de Lavras aprovou cerca de 600 projetos, desses, eu fiz um levantamento, 70% são projetos de homenagens, como título de cidadão lavrense, diploma de honra ao mérito, honrarias, medalhas e, principalmente, nomes de rua. Então, se a gente considerar que os projetos realmente importantes ocuparam apenas 30% do nosso trabalho na Câmara”, explicou o ex-vereador.

Vista parcial de Lavras/Reprodução-Internet.

Agora, segundo a lei, a responsabilidade de batizar as ruas é da empresa que fizer o loteamento. O vereador que acaba de assumir a presidência da Câmara, João Paulo Felizardo, disse que vai respeitar a proposta, mesmo sendo contrário à ideia.

“Se algum dia vier à discussão por algum vereador, o meu posicionamento como voto seria que os vereadores tivessem a oportunidade novamente de conceder nome de rua às personalidades da nossa cidade”, disse o presidente do Legislativo.

Fonte: G1