Net Rosas Banner Grande
Collegiati – Construtora
BQHost Banner Grande
Aprendiz
Banner grande BQHost 2

Mais de 50% dos internados com Covid em UTIs  de MG não se vacinaram, aponta pesquisa

Levantamento da SES-MG também indica que cerca de 70% dos internados nos leitos de enfermaria para tratamento da Covid-19 também não tomaram nenhuma dose da vacina contra a doença.

Mais de 50% das pessoas internadas nas Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) com a Covid-19 não receberam nenhuma dose da vacina contra a doença, em Minas Gerais. A informação está em um levantamento da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG).

A mesma pesquisa aponta número ainda maior de pessoas na mesma condição internadas nos leitos de enfermaria do estado. Cerca de 70% dos hospitalizados nas enfermarias do estado para tratamento da Covid-19 não tomaram nenhuma dose da vacina contra o coronavírus.

Já pessoas que tomaram ao menos uma dose do imunizante, segundo a SES-MG, representam 18% dos internados nas UTIs. Nas enfermarias, esses pacientes são 13% dos internados.

Janeiro deve ter ‘aumento vertiginoso’ de casos de Covid, e MG não cogita liberar uso de máscara

Pessoas não vacinadas têm 11 vezes mais chances de morrer por Covid do que as imunizadas, diz secretário

O médico infectologista Leandro Curi explica que os dados que mostram o índice de internados sem receber a vacinação comprovam que os imunizantes são eficazes e importantes para evitar essa situação, assim como as mortes.

“Todas as vacinas são efetivas e protegem em maior ou menor proporção e os anticorpos caem com o tempo, por isso é importante tomar a segunda dose ou terceira porque é isso que tem funcionado. Contra os dados epidemiológicos não tem questionamento, pois está mostrando que a taxa de infecção e mortalidade são maiores em pessoas sem vacinação ou com a imunização incompleta”, explicou.

O Governo de Minas reforçou que as vacinas contra a Covid-19 são a principal forma de prevenção da doença, mas nenhuma apresenta eficácia de 100%. Ou seja, mesmo vacinado, é possível desenvolver a Covid-19. Mas, o principal benefício da vacinação é que ela diminui a probabilidade da forma grave da doença.

A Secretaria de Estado de Saúde reiterou ainda que as pessoas que estão com a 2ª dose ou a aplicação de reforço em atraso se dirijam até a unidade de saúde mais próxima para completar o esquema vacinal.

Fonte: G1 Minas Gerais.

Leia também;

BARBACENA REGISTRA QUASE 100 CASOS DE INFECÇÃO POR COVID-19 NAS ÚLTIMAS 24H