Net Rosas Banner Grande
Collegiati – Construtora
BQHost Banner Grande
Aprendiz
Banner grande BQHost 2

PM registra duas ocorrências de estelionato com vítimas de São João del Rei

A Polícia Militar registrou duas ocorrências de estelionatos, entre a manhã e tarde de terça-feira (08), tendo como vítimas moradores do município de São João del Rei.

A primeira ocorrência foi registrada na manhã de terça-feira (08), onde uma mulher de 63 anos acionou a PM alegando que havia recebido uma ligação, dizendo que era de uma determinada agência bancária, e que  perceberam que haviam sacado R$ 500,00 de sua conta.

O atendente perguntou a vítima se ela tinha conta em outros bancos e quais seriam; e pediram para passar as senhas, pois solicitariam à Polícia Federal, juntamente com a Civil, investigar quem estava cometendo este crime.

Então, a senhora digitou os números da senha no teclado de seu telefone fixo e, depois, o atendente lhe disse que estava tudo certo e que era para escrever uma carta de próprio punho, fazendo a contestação para ser restituída no valor de R$2.000,00 e que colocasse, num envelope, a carta e os cartões e grampeasse, e lhe passaram um código de 04 números para escrever no envelope, com o nome da pessoa que buscaria.

Mais tarde, chegou um rapaz bem-vestido, trajando camisa vermelha e calca branca, com um crachá de identificação com o nome e CPF informados pelo atendente, se identificando como a pessoa que buscaria o envelope que estava grampeado. A vítima também foi orientada pela suposta atendente a não informar o que tinha dentro do envelope, apenas entregar e aguardar o retorno do Banco.

Com a demora, ela resolveu ligar para a agência bancária, momento em que percebeu que havia caído num golpe, após o atendente do Banco dizer que suas respectivas agências não mandam ninguém na residência de seus clientes buscarem cartões.

Em seguida, foi percebido, pela vítima, que haviam realizado saques e compras sem sua autorização.

Já a segunda ocorrência foi registrada na tarde do mesmo dia, por volta das 14h55, onde um idoso de 65 anos procurou a Polícia Militar, relatando que recebeu ligação de uma mulher que se identificou como sendo funcionária de uma referida agência bancária, informando vários detalhes pessoais e dados bancários do solicitante, bem como que estava sendo feita uma compra na cidade de Diamantina (MG), no cartão de débito, se ele confirmava tal compra, sendo negado.

A mulher então pediu para o idoso entrar em contato com o número de telefone que fica no verso do cartão e solicitar o cancelamento destes, devido a possível fraude. A vítima ligou para o número, utilizando o telefone residencial, mesmo aparelho que estava conversando com a mulher. durante a ligação, a vítima foi atendida por uma mulher, não sabendo dizer se seria a mesma que estava conversando, onde ela pediu que fizesse uma carta de próprio punho, endereçada à Polícia Civil, solicitando uma investigação com referência à compra realizada em seu cartão de débito, que iria um funcionário do referido banco em sua residência para buscar essa carta, juntamente com os cartões para a realização do bloqueio, alegando que, devido a idade do solicitante, este não poderia deslocar até a agência bancária, devido ao risco de contaminação de covid.

Um rapaz de cabelos curtos, estatura mediana, com crachá de identificação, buscou os cartões, levou a carta feita de próprio punho, solicitando que colocasse tudo dentro de um envelope e lacrasse, que tudo estaria sendo monitorado.

Quando o solicitante desconfiou da atitude do funcionário em ir buscar seus documentos em casa, e a mulher não retornar a ligação, resolveu ir até a agência bancária verificar, sendo informado pelo funcionário que haviam sido efetuados alguns saques.

Foram bloqueados todos os cartões do solicitante, sendo orientado pelo funcionário do banco a fazer o registro de ocorrência policial para possível ressarcimento do valor pela agência bancária. A vítima relatou aos policiais não ter passado, em nenhum momento, senha do cartão conta corrente.

Fonte: 38º BPM-São João del Rei.

Leia também: