Net Rosas Banner Grande
BQHost Banner Grande
Aprendiz

Reunião com lideranças da região aborda enfrentamento ao Covid e Minas Consciente

Visando discutir questões sobre o enfrentamento ao COVID-19 na macrorregião Centro-Sul, os efeitos da curva de tendência de contaminação na região e o monitoramento do programa Minas Consciente, o Secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral, e sua equipe se reuniram virtualmente, na quarta-feira (3/6), com as regionais de saúde de Barbacena e São João Del Rei, com os prefeitos e gestores de Saúde dos 51 municípios de circunscrição da macrorregião.

Segundo o secretário adjunto de estado de Saúde, Marcelo Cabral, o propósito da videoconferência foi “esclarecer em relação ao Minas Consciente e apresentar os indicadores da macrorregião Centro-Sul, bem como pontuar o que julgamos ser necessário e importante”, explicou.

Na oportunidade, o subsecretário de Gestão Regional da SES-MG, Darlan Venâncio, apresentou o cenário de saúde da macro Centro-Sul e reforçou a importância do isolamento e distanciamento social na macrorregião. “Hoje o objetivo é sensibilizá-los sobre a questão do isolamento e distanciamento social, por serem componentes muito importantes na contenção de danos do COVID-19”, afirmou.

Darlan apresentou o cenário da macro Centro Sul, que hoje está na onda branca do Minas Consciente, sendo que dos 51 municípios, 25 fizeram adesão ao programa. O subsecretário também apresentou as taxas de ocupação de leitos hospitalares das microrregiões que compõem a Centro-Sul. Sobre os planos de investimento, o subsecretário explicou que “o estado já fez alguns repasses importantes, edital de credenciamento de leitos de UTI, já repassamos recursos relacionados a EPIS, estamos fazendo processo aquisição de respiradores que devem chegar esse mês, e outros investimentos importantes, emendas parlamentares, enfim, uma série de investimentos que demonstram que o estado está fazendo todos os esforços pra tentar melhorar a situação financeira dos municípios e apoiar no enfrentamento da pandemia”, pontuou o subsecretário.

Ainda em relação às ações para reforço do enfretamento da COVID-19 no estado, o secretário de estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, destacou que, sobre a ajuda aos municípios, “o Ministério da Saúde sinalizou para os estados e municípios o fornecimento de respiradores, equipamentos de proteção individual, kits de exames e também com o custeio de leitos de terapia intensiva”, afirmou. O secretário também destacou o plano do estado de estruturação frente aos problemas de desabastecimento mundial de equipamentos e insumos.

“Começamos a correr atrás de aquisição de equipamentos de ventilação, resolver os problemas de exames que a gente precisa, e equipamentos de proteção individual. Além disso, nós fizemos uma transferência importante de valores para os hospitais de 70 milhões de reais via ProHosp, e para as UPAs nós também fizemos uma transferência de 60 milhões para se prepararem, isso tudo desde o mês de março desse ano. Além disso, compramos mil respiradores e acertamos com a FIEMG e teremos ainda mais 1500 respiradores”, complementou.

Em relação ao Minas Consciente, o secretário destacou a importância de seguir as diretrizes do programa e de uma uniformidade nas regiões para um melhor alinhamento e gestão da saúde, e afirmou que a macrorregião tem a possibilidade de voltar para a onda verde, caso haja grande aumento do número de casos, bem como o programa permite promover medidas mais restritivas que as ondas, se necessário.

Encerrando a reunião, a superintendente regional de Saúde de Barbacena, Hérica Vieira Santos, destacou a importância dessas reuniões do nível central da SES com os gestores e prefeitos das macrorregiões. “É muito importante termos essa reunião porque aproxima o nível central com os territórios e, assim, poderem também ouvir diretamente dos prefeitos e gestores as angústias que estão passando, e essa é uma forma de estarmos mais próximos”, finalizou.

Por Priscila Rezende/Agência Minas.

Leia também:

UEMG BARBACENA BUSCA FORTALECER VÍNCULOS COM A COMUNIDADE ACADÊMICA E LOCAL