Net Rosas Banner Grande
Unimed Banner Grande
BQHost Banner Grande
Aprendiz

Comunidade do Campo realiza grande festa para Nossa Senhora Aparecida

“Dai-nos a bênção, oh Mãe querida
Nossa Senhora Aparecida
Dai-nos a bênção, oh Mãe querida
Nossa Senhora Aparecida
Sob esse manto do azul do céu
Guardai-nos sempre no amor de Deus
Sob esse manto do azul do céu
Guardai-nos sempre no amor de Deus”

Este foi um dos trechos dos diversos cânticos que marcaram o final da tarde de sábado(12/10), data em que os católicos comemoraram o Dia de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira de Brasil.

A comunidade do Bairro do Campo, em Barbacena, preparou uma grande festa religiosa para lembrar a Santa protetora. Por vários dias, a equipe organizadora da festa se desdobrou para que os moradores e devotos fossem bem recebidos na pequena capela localizada entre as ruas Rodrigo Silva e Dário de Oliveira, e foi justamente este trecho da rua que serviu de palco para a missa campal.

A imagem de Nossa Senhora Aparecida chegou até o bairro depois de seguir em carro aberto, todo ornamentado de flores, saindo da igreja Matriz do Bom Pastor até o Bairro do Campo, pelo trajeto os devotos oravam e agradeciam.

A celebração ficou por conta do pároco local, padre Glauder Rodrigo Passos Lacerda, que lembrou na leitura do Evangelho a passagem das Bodas de Caná, na Galileia. “Naquele tempo, houve um casamento em Caná da Galileia. A mãe de Jesus estava presente. Também Jesus e seus discípulos tinham sido convidados para o casamento. Como o vinho veio a faltar, a mãe de Jesus lhe disse: “Eles não têm mais vinho”. Jesus respondeu-lhe: “Mulher, por que dizes isto a mim? Minha hora ainda não chegou”. Sua mãe disse aos que estavam servindo: “Fazei o que ele vos disser”. Estavam seis talhas de pedra colocadas aí para a purificação que os judeus costumam fazer. Em cada uma delas cabiam mais ou menos cem litros. Jesus disse aos que estavam servindo: “Enchei as talhas de água”. Encheram-nas até a boca. Jesus disse: “Agora tirai e levai ao mestre-sala”. E eles levaram. O mestre-sala experimentou a água, que se tinha transformado em vinho. Ele não sabia de onde vinha, mas os que estavam servindo sabiam, pois eram eles que tinham tirado a água. O mestre-sala chamou então o noivo e lhe disse: “Todo mundo serve primeiro o vinho melhor e, quando os convidados já estão embriagados, serve o vinho menos bom. Mas tu guardaste o vinho bom até agora!” Este foi o início dos sinais de Jesus. Ele o realizou em Caná da Galileia e manifestou a sua glória, e seus discípulos creram nele.”
Padre Glauder sugeriu os presentes refletissem sobre o Evangelho de São João e se questionassem, por onde e como anda a as fé? Se os caminhos de Cristo são apresentados, basta a cada um de nós trilharmos com sabedoria esses passos. Ao final da celebração, os devotos puderam tocar na imagem, num gesto de renovação de fé.

Texto e fotos: Neiriberto Rezende.

Leia também:

6ª FESTA LITERÁRIA DE CONGONHAS ENCANTA PÚBLICO INFANTO-JUVENIL

BQHost Banner Grande 2